Pages

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

De todos os (poucos) homens que passaram pela minha vida, nenhum foi, é, nem será mais importante;
não terá maior amor;
não maior dedicação.
Nenhum provocou em mim tamanha mudança;
nem despertou tanta emoção, não despertou tanta paixão.
Foi meio sem querer, assim como já foi antes, mas antes nunca foi tão bom, nem tão lindo, nem tao certo.
Melhor que você, só dois, mas um só já me faz suficientemente feliz.
Só você, pra toda nossa vida!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Chegando a hora!

Hoje fiz a última ultrassonografia com direito a gravação em DVD, luxo! foi muito legal, tivemos a confirmação que o Diogo é Diogo mesmo, deu pra ver o "saco" kkkkkkkk
O danadinho já está pesando +/- 3,226kg, imagina só quando ele nascer...esse parto vai ser o parto!!! e depois a musculação de braço tá garantida
Daqui a pouco meu bebezão vai estar aqui comigo
...#FelicidadeSemFim

sábado, 26 de novembro de 2011

Vem ser amado aqui fora Diogo!

oi meu filho! eu amo você dentro da minha barriga, mas to querendo começar a te amar aqui fora também. Vou te confessar que estou um pouquinho cansada de te carregar por dentro, parece frescura mas eu quero meu corpo de volta. é lindo carregar a sua vida dentro de mim, mas nós dois sabemos que esse tempo já está pra acabar né, então que seja logo.
beijinhos da mamãe!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A semana começou bem

hoje fui a consulta do pré-natal e o médico me deu uma boa notícia, disse que tenho a bacia boa para parto normal kkkk apesar de não saber como ele avaliou isso, sei que foi bom saber que tenho boas condições pro parto normal, que pra mim é um sinal de boa saúde minha e do meu bebê e isso pra mim passa por cima de qualquer dor que eu vá sentir

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

O tempo!

É incrível ver como algumas coisas mudam tanto, uma coisinha simples como uma ligação telefônica que um dia já foi muito importante e motivo de alegria, hoje parece tão sem graça e tão automático. O tempo é responsável em parte por isso, mas quando se tem outros fatores associados fica tudo ainda mais chato e mais triste...E o pior é a sensação de que nada vai mudar!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

37 semanas

Como seu bebê está crescendo

Parabéns! Teoricamente o bebê está pronto. Se nascer a partir de agora, não será mais considerado prematuro, e sim um bebê "a termo". Mas, quanto mais tempo ele ficar na barriga para ganhar peso, melhor.

Esta semana o bebê está perdendo o lanugo, uma penugem que o cobria até agora. Também perde o verniz caseoso (também chamado de vérnix), que é uma camada gelatinosa que cobria a pele dele para protegê-la. Parte dessa película ainda pode estar lá quando ele nascer.

Tanto o lanugo como o verniz são engolidos pelo bebê, e vão formar seu primeiro cocô, uma mistura quase preta chamada mecônio. 

Alguns bebês nascem bem cabeludos, e outros completamente carecas. Saiba no entanto que tanto a cor quanto a textura do cabelo (liso, crespo, grosso, fino) podem mudar depois dos primeiros meses.  

Como fica sua vida

É provável que esta semana você tenha dificuldades para dormir. Há pesquisas mostrando que o terceiro trimestre é o pior para o sono da grávida. Dormir quase sentada, com a ajuda de travesseiros, ajuda a aliviar a azia. Leia mais sobre como se alimentar bem neste finzinho de gravidez.

Nesta etapa talvez você sinta com mais frequência as contrações de treinamento. Às vezes elas vêm seguidas e dão até a impressão de que é o trabalho de parto. Para ser trabalho de parto mesmo, elas têm de ser cada vez mais fortes.

É possível que você tenha mais secreção vaginal. Isso é normal. Um fiapinho de sangue na calcinha também não é motivo de preocupação. Mas procure o médico se tiver sangramento de verdade.

Prevenindo a pré-eclâmpsia

Uma grande preocupação dos médicos nesta fase da gravidez é a pré-eclâmpsia. Por isso eles sempre vão tirar sua pressão nas consultas, que agora são mais frequentes. Os três sintomas preocupantes são: pressão alta, mãos e rosto inchados e presença de proteína na urina. Dor de cabeça forte e alterações na visão também são sinais de alerta.

Se o médico achar que você corre risco de ter pré-eclâmpsia, pode querer adiantar o parto, seja fazendo uma cesariana, seja induzindo o parto normal.
http://brasil.babycenter.com/stages/0137/

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

ninguém merece!

gente, ó, sinceramente, sentir enjôos todos os dias do último mês de gravidez é demais!
é pior do que no começo, é bem difícil...já não basta todos os outros desconfortos naturais, ter mais esse que não deveria existir, tá foda
eu que já sou uma pessoa naturalmente chata me sinto ainda pior
obrigada pessoas que me amam por me aguentarem!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Agridoce - Epílogos e Finais

Semana 36 - Reta final


36 semanas de gravidez
Erika Onodera

Para mamães

Para o bebê, o que falta é engordar um pouco. Para você, é hora de começar a desacelerar. Não descuide da alimentação. Alimentos leves e muito líquido irão ajudá-la a se sentir melhor
 
Seu bebê
Falta um detalhe: engordar um pouco para que seu sistema de regulagem de frio e calor esteja pronto para funcionar quando estiver fora da temperatura controlada do útero. Retoques finais também estão sendo providenciados. Os cotovelos e os joelhos agora formam covinhas e o rostinho está bochechudo. Pode acreditar: seu bebê não vê a hora de sair - parece até que notou a expectativa dos pais, que estão ansiosos por sua chegada.

http://bebe.abril.com.br/materia/semana-36-bexiga-da-gravida

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Dói na gente

Tá uma certa falação nas redes sociais sobre câncer, tratamento no SUS, LULA, etc.
E a minha verdade é que me preocupo sempre com a saúde e o tratamento que temos - nós pacientes do SUS - e como vai ser com o meu filho. Tenho uma vó de 71 anos que fez duas cirurgias nos últimos quatro anos e uma mãe que está há mais de 3 meses na espera por uma cirurgia considerada urgente pela médica e por um diagnóstico comum entre as mulheres.
Me revolto toda vez que tenho uma consulta do meu pré-natal, o tratamento geral é bom, tive sorte de ter um bom médico, mesmo que as chances dele fazer o meu parto sejam mínimas, mas os detalhes incomodam muito. É triste estar grávida e ficar mais de DUAS horas esperando para tomar uma medicação no hospital por causa do conserto do ar condicionado, mas ainda sei que isso não foi nada demais.
Quando a gente de diz que "o importante é nascer com saúde", o caso é sério mesmo. Tenho medo de o meu ter algum problema grave de saúde, coisa que pode acontecer com qualquer pessoa, e não ter o atendimento adequado.
Sei que essa será uma discussão passageira, mas nas próximas eleições com certeza eu me lembrarei dela!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Aprendendo

A maternidade sem dúvidas ensina muitas coisas...
mas o que mais tenho aprendido é a exercitar a paciência, com certeza. A começar pela própria gravidez que te faz esperar mais de nove meses pra ter o filho nos braços, mas que enquanto isso tem que se acostumar a todo tipo de mudanças físicas, mentais e emocionais, que vem e vão como uma onda(sic). No meu caso posso dizer que tem muitos outros fatores que me exercitam a paciência. Não ter o pai do meu filho perto já acho que seja o principal e isso inclui esperar por muuuuitas coisas e ainda tenho que esperar pra voltar a estudar, voltar a poder trabalhar, esperar pra poder fazer uma dieta, esperar pra fazer as atividades normais, esperar dos outros - porque não dá viver sozinha e sem ajuda né - esperar, esperar, esperar e ter que viver bem com isso, pois uma grávida precisa sorrir por fora e por dentro pra manter o equilíbrio!

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Da revista Superinteressante

A hora mais importante da sua vida

Nascer não é fácil. Os primeiros 60 minutos são a fase crucial da vida - em que o coração, o cérebro e o sistema imunológico sofrem as mudanças mais profundas. Veja o que acontece com uma pessoa logo após o nascimento - e como isso pode marcá-la para sempre.

por Otavio Cohen e Bruno Garattoni
MINUTO ZERO
O que está em jogo - As funções vitais do organismo.

Como acontece - O médico mede o ritmo cardíaco da criança, verifica a coloração da pele, move pernas e braços do recém-nascido para testar sua resistência muscular e avalia como ele reage a um beliscão.

MINUTO 2

O que está em jogo - A capacidade de respirar normalmente.

Como acontece - Durante a gestação, o bebê fica com os pulmões cheios de líquido amniótico. Agora é hora de expelir esse líquido e se preparar para encher os pulmões de ar.


MINUTO 4
O que está em jogo - Sobreviver sem o cordão umbilical.

Como acontece - O corte dele provoca um choque no organismo: a criança começa a respirar ar, seu sistema digestivo se dilata e a pressão arterial dispara - sobe 50%.

MINUTO 7

O que está em jogo - O cérebro.

Como acontece -
A circulação sanguínea ainda é ruim - por isso, o nível de oxigênio no cérebro é de apenas 44%. Nos próximos minutos atingirá seu nível normal. Mas falhas nesse processo podem causar paralisia cerebral ou retardo mental.


MINUTO 8

O que está em jogo - O coração.

Como acontece - Os bebês nascem com um furo dentro do coração que ajuda na irrigação da placenta. Agora ele não é mais necessário - e precisa começar a fechar. Se isso não acontecer, há risco de problemas cardíacos.


MINUTO 12

O que está em jogo - Uma possível cirurgia.

Como acontece -
O médico introduz um cateter em cada um dos orifícios do bebê para ver se estão abertos - é raro, mas a criança pode nascer com o ânus fechado (o que requer uma intervenção cirurgica imediata).


MINUTO 14

O que está em jogo - Os olhos e o sangue.

Como acontece - Um colírio de nitrato de prata é pingado para evitar conjuntivite. E a criança recebe uma injeção de vitamina K - nascemos sem ela, que é essencial para a cicatrização de ferimentos.

MINUTO 20

O que está em jogo - A pele.

O que acontece - As mãos e os pés da criança, enrugados por causa dos 9 meses que ela passou imersa em líquido, começam a se desamassar. A irrigação sanguínea melhora, e a pele perde seu tom azulado.


MINUTO 22

O que está em jogo - A capacidade de andar ereto.

O que acontece - Os bebês nascem com a coluna curvada (consequência da posição fetal). O recém-nascido começa a se espreguiçar - para que sua coluna assuma o formato normal, de "S".

MINUTO 24

O que está em jogo - A temperatura corporal.

O que acontece -
No bebê, os mecanismos de regulação de calor são frágeis - ele pode ter convulsões se for exposto a variações. Por isso, a sala de parto é climatizada - e a criança é encostada à måe.

MINUTO 28

O que está em jogo -
O coração (de novo).

O que acontece - O bebê nasce estressado, lutando - e com o coração disparado, batendo 160 vezes por minuto (o dobro de um adulto). Agora ele começa a desacelerar e cai para "apenas" 120 bpm).

MINUTO 29

O que está em jogo - O amor materno.

O que acontece - O bebê reconhece o rosto da mãe pela primeira vez. A ocitocina, hormônio que age no cérebro e provoca a formação de vínculos afetivos, alcança o nível máximo.

MINUTO 30

O que está em jogo - A resistência a infecções.

O que acontece - O bebê mama no peito pela primeira vez. O leite materno é rico em anticorpos que ativam o sistema imunológico da criança.

MINUTO 51

O que está em jogo - O sistema digestivo.

O que acontece - O bebê ingere microrganismos presentes na pele da mãe. Eles formam sua flora intestinal - população de micróbios vital para a digestão de alimentos. A primeira hora está no fim. Mas a vida só começou.

http://super.abril.com.br/saude/hora-mais-importante-sua-vida-629050.shtml

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Viviendo

Maria está cantando la vida
y José está contando dinero.
Manuel está jugando la suerte
y Juan está perdiendo su tiempo.
El niño está durmiendo
y su hermana está llorando.
La abuela lo está escuchando
y fumando hedionda pipa.
El vecino está bibiendo amarguras
y la vecina sigue cocinando para el marido.
Atónita...
la paloma sale volando
y el perro la está mirando descontento.
El obrero, agobiado, trabajando
y su familia de tanto esperar , le sigue esperando,
y la vida les sigue exigiendo.
Los amantes ardientes están abrasandose
y los poetas delirando coplas de amor.
Los cantantes están esntonando acordes desonantes
y el intelectual sigue razonando asurdos brillantes.
Todo está en su sitio.
Todo está marchando.
Sólo yo, mi amor, que de tanto pensar en ti,
me estoy olvidando de vivir.
Sólo me acuerdo...
de seguir amándote...


Não conheço o autor, aprendi no curso de espanhol, e quis publicar. é lindo!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Um sonho, um menino

Hoje, antes do meu dia começar tive um sonho com a ultrassonografia que iria fazer algumas horas mais tarde, no sonho eu vi perfeitamente um menino. Depois de esperar UMA HORA E MEIA na clínica, finalmente eis que a médica me diz: "acho que eu tô vendo um saco, vamos olhar direitinho...aqui o piru"!
Pra não fugir à regra das mães que pressentem o sexo do filho, fiz a minha parte e acertei.
Que venha muito lindo e saudável o meu principezinho!
:D :D :D :D :D

sábado, 13 de agosto de 2011

Puro, agora sei o que realmente significa!


Compartilhando segredos...

Hoje com certeza foi um dia intenso, comemoração que nem sei se deve ser comemorada, mas uma data importante e a sensação boa de compartilhar com alguém especial as mesmas dificuldades, os medos e um pouquinho de experiência de uma tão boa que faz uma revolução tão grande na vida de qualquer mulher. As amizades se estreitam nas necessidades também!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

21 semanas e 1 dia

Essa é a contagem gestacional de hoje e pela primeira vez fui agredida internamente com chutezinhos e soquinhos (kkkkkkkkkk). A cada movimento eu soltava uma gargalhada fatal e a minha mãe com a mãozona na minha barriga sentindo tudo junto comigo. Parecia até que tava rolando um balé aqui dentro de tanta pirueta que o bebê deu, tava bem agitadinho. Agora acho que já voltou a dormir, nenhuma movimentação suspeita. Tava doida pra sentir isso, ele já mexia antes(eu já sentia antes) mas, com "chutes e socos" é bem diferente e legal. Mesmo eu o chacoalhando todo com as minhas risadas ele não parava. Saber que tem um bebê aqui dentro é uma coisa, sentí-lo é outra, muito legal e parece que a gente tá realmente se comunicando, é como se ele quisesse me mostrar, me fazer sentir que ele está aqui dentro mesmo.



Um dos principais desejos de todas as grávidas é saber o que o bebê sente quando está no útero materno. O extraordinário progresso da medicina fetal nos últimos anos, com a utilização em larga escala da ultrassonografia tridimensional, tem possibilitado conhecer um pouco mais sobre o comportamento do feto. Como a imagem gerada é atualizada três ou quatro vezes por segundo, os movimentos, as expressões faciais e o humor do bebê podem ser claramente mostrados à mãe, ao pai, aos parentes e amigos. Sabemos que os bebês chupam o dedo polegar (ou o cordão umbilical) desde os 3 meses e que dormem 90% do tempo, alternando episódios de sono profundo (30%) com sono ativo (60%), no qual os olhos se movem e os batimentos cardíacos se aceleram. Nos 10% de tempo restante, o bebê fica acordado, movendo os olhos, se espreguiçando. Reage com expressão de felicidade à voz dos pais e à música suave, especialmente corais e piano, que tem padrões similares à fala humana. Com cerca de 7 meses (32a semana), é possível identificar o sono REM, associado ao sonho. Talvez o bebê sonhe com o que faz durante o dia – mover pés e mãos, ouvir sons e compartilhar experiências emocionais com a mãe. É curioso vê-lo bocejar, colocar a língua para fora como se estivesse provando o gosto do líquido amniótico, cujo sabor pode variar em função do que a mãe tenha comido ou bebido. Às vezes o bebê tem expressões de choro ou descontentamento, claramente aborrecido. Acredita-se que o feto sinta dor a partir da 24a semana.
http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI66265-15543,00.html

domingo, 12 de junho de 2011

Mãe Canguru: o carinho perfeito ao nenê

O Método Mãe Canguru é muito mais do que a posição vertical em que o bebê prematuro permanece “amarrado” ao corpo da mãe. É um tipo de humanização e assistência neonatal que implica no contato precoce pele a pele entre mãe e o bebê prematuro, pelo tempo que quiserem. Saibam que não só a mamãe participa; o papai também pode entrar nessa.

Esse tipo de humanização oferece ao bebê uma vivência da passagem da vida uterina para a extra-uterina, aumentando muito o vínculo entre pais e bebê. E esse vínculo deixa o bebê mais seguro, proporcionando mais confiança aos pais no manuseio do seu filho. O Método aproxima os pais do bebê. É uma relação importante para o desenvolvimento completo do bebê que veio antes ao mundo.

O “Mãe Canguru”, além de ser um gesto mais do que carinhoso, estabelece maior apego, segurança, incentivo ao aleitamento materno e melhor desenvolvimento da criança, evitando infecções hospitalares. Quanta coisa boa. O Método se desenvolve em três etapas.

A primeira ocorre quando o bebê ainda está internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI Neo). Os pais devem ter livre o acesso à UTI Neo e serem possibilitados a manter o contato físico com o seu bebê, isto é, serem estimulados pela equipe hospitalar a tocarem seu bebê que está dentro da incubadora.

Se o bebê estiver em condições clínicas estáveis, principalmente em relação à respiração, os pais poderão fazer a posição Canguru, onde o bebê fica apenas de fralda “amarrado” no peito nu do papai ou da mamãe. A equipe do hospital e em conjunto com a opinião dos pais irão decidir quanto tempo será feita essa posição dentro da UTI Neo.

Quando o bebê está bem estável, pode ir para o Alojamento Conjunto para que mãe e bebê permaneçam 24 horas na posição Canguru. O Alojamento Conjunto é o quarto em que mãe e bebê permanecem juntos. O bebê não fica no berçário e é a mamãe quem fará os cuidados com o bebê, com supervisão da equipe hospitalar.

Na posição Canguru, o bebê tem menos refluxo e as vias aéreas são mantidas livres, o que evita o sufocamento da criança e há diminuição do risco de apnéia (parada da respiração durante o sono). O contato com o corpo da mãe promove a manutenção dos níveis adequados de temperatura corpórea do bebê. O desenvolvimento neurológico da criança é melhor, ainda mais pelo fortalecimento dos laços afetivos entre mãe e bebê.

Canguru em casa - Já a terceira etapa consiste na alta hospitalar, mas não do Método. Já orientada e segura para cuidar do bebê sozinha em casa, a mamãe recebe alta para fazer a posição Canguru em casa. A mãe tem que assegurar que fará a posição Canguru durante as 24 horas do dia. Não só ela, mas qualquer outra pessoa da sua confiança e que esteja habilitada para “amarrar” o bebê ao corpo, como o papai ou a vovó.

Todas as tarefas de casa poderão ser realizadas com o bebê no peito. Se bem amarrado não tem perigo dele escorregar.

Mesmo depois da alta hospitalar, na primeira semana a mamãe tem que visitar o hospital de dois em dois dias. Na segunda semana, as sessões podem ficar de três em três dias, até chegar a uma vez por semana. Tudo isso para verificar as condições do bebê, pois se precisar, o bebê é prontamente internado.

O método é comprovadamente eficaz, entretanto, em nenhum momento essa metodologia apresentou-se como uma substituição à tecnologia. Os equipamentos hospitalares são necessários, sim, mas com indicações precisas. O Mãe Canguru vem para complementar toda a tecnologia disponível.

Até quando? - O bebê é mantido na posição Canguru até que mãe e bebê se sintam bem. O comum é até o bebê atingir 2 quilos ou até quando seria a data provável do parto, ele começa a ficar agitado, a subir pela mãe e a suar. É como se estivesse na hora de nascer mesmo, dentro de uma gestação completa. É a hora em que o bebê “avisa” que deixou de ser um canguruzinho.

Dicas

Informe-se se no hospital em que fará o parto do seu bebê se existe uma equipe capacitada para realizar o Método Mãe Canguru caso necessite.

Não tenha medo! Seu bebê é pequenino e precisa de sua ajuda para que se desenvolva seguro e feliz. Papai, vovô e vovó também podem ser cangurus também.

Lembre-se que o Método Mãe Canguru não substitui tecnologia. Esse Método não é usado para que se disponha de mais leitos dentro da UTI Neo, mas, sim, para reforçar o vínculo mãe-bebê.


Fonte: http://sosdasmulheres.blogspot.com/2011/06/mae-canguru-o-carinho-perfeito-ao-nene.html

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Não fiz sozinha

Dentro de mim batem dois corações, um deles é um apaixonado sem limite. Ele chora, ri, sente saudade e também canta.
Um videozinho só pra acalmar então:



Preciso de Você Agora

Memórias perfeitas
Espalhadas por todo o chão
Alcançando o telefone porque eu não consigo lutar mais.
E eu me pergunto se eu já passei pela sua mente
Para mim isso acontece o tempo todo

São uma e quinze, estou completamente só e preciso de você agora.
Disse que eu não viria mas perdi todo o controle e preciso de você agora.
E não sei como sobreviver, só preciso de você agora.

Outra dose de uísque, não consigo parar de olhar para a porta.
Desejando que você entrasse arrebentando da maneira que fazia antes.
E eu me pergunto se eu já passei pela sua mente.
Para mim isso acontece o tempo todo.

São uma e quinze , estou meio embriagado
E eu preciso de você agora.
Disse que não ia ligar mas perdi todo o controle e preciso de você agora.
E não sei como sobreviver, eu só preciso de você agora.

Sim, eu prefiro me magoar do que não sentir nada.
São uma e quinze ,estou completamente só e preciso de você agora.
Eu disse que não ligaria mas estou meio embriagado e preciso de você agora.
E não sei como sobreviver, eu só preciso de você agora.
Eu só preciso de você agora.
Oh, amor, eu preciso de você agora.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Uma nova pessoa

Sim, eu sou uma nova pessoa e carrego em mim uma nova pessoa também que já começa a tomar forma e já tá ficando visível. Ainda não sei o sexo, mas é uma pessoinha linda com certeza.
Quero usar o blog para falar sobre isso, sobre esse momento único. Falar das mudanças, das sensações, de tudo. Agora já to saindo da fase do enjoo e entrando na parte mais legal que é a mudança do corpo mesmo, seios realmente maiores já e a barriga aparente, é muito legal!


Seu bebê
Doce ou salgado? Incrível, mas seu futuro bebê já tem paladar e consegue perceber a diferença entre os sabores do açúcar e do sal. É que, nesta semana, suas papilas gustativas começaram a funcionar. Aliás, todos os órgãos internos dele estão com as estruturas principais formadas. O cérebro continua se aperfeiçoando e envia comandos para os músculos se movimentarem, inclusive os da face. Por isso, ele já é capaz de franzir a testa, fazer caretas e sugar o polegar. Talvez agora mesmo ele esteja chupando o dedo.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

viver pode dar medo!

Sim! viver as vezes é assustador, principalmente quando fugimos do controle da nossa razão e posteriormente temos que aguentar as conseqüências inevitáveis, ou os medos, os sustos.
Tem que ter coragem pra assumir o medo e enfrentá-lo e superá-lo.
Viver é isso mesmo, um sobe e desce sem fim, tristeza na alegria, dúvida na certeza, medo na coragem!

quarta-feira, 16 de março de 2011

A menina e a estrela

A estrela estava lá,
a que mais brilhava,
as outras só ao seu redor.
Iluminou diferentes pontos.
Iluminou aqueles que não precisavam.
Iluminou, quando não podia
e quando não devia.
A menina na Terra,
brincou a cada esquina,
dançou a cada música,
sorriu, para todos.
A cada amanhecer
iludiu a si mesma
quando só quis ser feliz.
Mas a cada pôr-do-sol
ela se sentava na janela
e esperava...para admirar
a estrela do início da história.
Noite após noite.
Quando a estrela mais bela caiu
nos braços da menina
e decidiu brilhar só para ela,
a menina parou de se iludir
e amou pela primeira vez
até o brilho se acabar.

Jéssica R.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Adultando!

Acho que hoje, em muito tempo, tomei uma atitude adulta e tentei resolver uma questão que me incomodava MUITO há algum tempo, já to me sentindo melhor, mas essa história ainda não está totalmente resolvida, espero que o que estou sentindo agora melhore.
!o!

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Tô romântica hoje...
passei uma boa parte do dia pensando bobagens, em coisas que já aconteceram, mas que me incomodam muito e me chateiam e que estão relacionadas ao namoro, mas basta conversar com ele e minha cabeça fica limpa, só penso no quanto é bom conversar e saber se está bem, mesmo sem ouvir a voz, eu sei quem esta do outro lado e isso me acalma e me alegra de uma maneira incrível, é tão bom me sentir assim! fico igual criança...rindo sozinha.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Tudo novo de novo, ou nem tanto...

Sempre acreditei que os relacionamentos, assim como a vida, não duram  pra sempre. Continuo acreditando. Mas nunca pensei que pudesse viver um relacionamento com prazo de validade. Quando acaba é ruim, mas quando você começa já sabendo quando isso vai acontecer é bem pior, e mesmo assim começa, talvez porque a vida tem q ser vivida, se for pra encarar uma situação assim,então que venha!
Foi lindo e vai ser pra sempre, mas estamos perto do fim, quase nele...Em poucos dias estaremos separados por um oceano e pela incerteza de um futuro juntos.
O que eu sinto agora é diferente de saudade...é impotência. Não há o que fazer. Loucuras de amor são muito inspiradoras nos filmes e nas novelas, mas na vida real a situação é muito diferente, muita coisa em jogo. Eu bem já tive/tenho vontade, mas tenho mais juízo. Sinto medo também, a ideia de nunca mais ver uma pessoa tão importante me assusta muito. Não vai ser difícil a gente se ver de novo, só não vai dar pra manter o relacionamento, é muito estranho.
Aí eu me encontro numa situação tão ruim que nem penteei o cabelo hoje, não quero fazer nada, exceto comer e ficar deitada/sentada.
Chorei na hora da despedida, mas foi um choro contido, a lágrima só rolou mesmo depois que eu virei as costas e entrei no ônibus, mas como a vida gosta de nos agradar as vezes, os nossos ônibus se encontraram na mesma parada, ali sim, foi o último beijo, o último abraço e dessa vez foi ele quem deu as costas pra mim. Nem nas minhas fantasias mais loucas eu acreditei que um momento bonito desse fosse acontecer comigo.
Agora só me resta ser forte, pra não perder o rumo nem o senso.
Tudo vai dar certo (espero).

domingo, 2 de janeiro de 2011

Nos últimos quatro meses tenho vivido as melhores experiências da minha vida e sinceramente não quero que isso acabe nunca, mesmo sabendo que nunca é muito tempo. Tenho aprendido com meus erros, com os erros alheios e principalmente com a convivência, a vida mostra os caminhos da evolução pessoal. Começo outro ano muito feliz por tudo que aconteceu e está acontecendo, com certeza já não sou mais a mesma, sou melhor do que era antes.
Posso resumir e dizer que estou muito feliz, de um jeito que nunca estive antes.

FELIZ ANO NOVO!